Afinal, o que é empoderamento feminino?

Primeiramente vamos entender o que é empoderamento feminino que não é feminismo.

Empoderamento feminino nada mais é do que consciência coletiva para fortalecer as mulheres e desenvolver a equidade entre os gêneros. É o ato de tomar poder sobre si.

Em 2010, a ONU lançou os princípios de empoderamento das mulheres, a fim de pôr em prática seus propósitos para um mundo melhor. São eles:  Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os  direitos humanos e a não-discriminação.Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

O empoderamento feminino trouxe uma nova perpectiva para o mercado  onde ainda existe um dos principais argumentos dos mais conservadores, que ainda defendem a discriminação das mulheres, é que elas são biologicamente diferentes dos homens e não possuem as mesmas habilidades que eles.

As mulheres são hoje maioria nos cursos de pós, e recebem prêmios importantes exclusivamente a elas.

Se analisarmos a história com calma, veremos que grandes transformações na sociedade vêm acontecendo desde a primeira manifestação em prol da igualdade de gêneros. Empoderar uma mulher torna a sociedade mais justa, menos preconceituosa, com a promoção da aceitação e da tolerância a toda e qualquer diferença.

Empoderar o gênero feminino significa superar falsas diferenças enraizadas na sociedade, e que por muito tempo não foram questionadas. Essa abertura dá margem para que outros questionamentos surjam, e para que a sociedade se torne cada vez mais igualitária como um todo.

O caminho a ser trilhado ainda é longo, antes que possamos afirmar que a igualdade entre homens e mulheres de fato existe. Cada um dos pontos citados acima, no entanto, é muito importante para que as mulheres tenham cada vez mais protagonismo social e poder sobre suas próprias vidas.

Os benefícios são claros, e são para todos — cada direito, cargo ou prêmio conquistado por uma mulher é um avanço para toda a sociedade, e um incentivo a mais.

Vamos falar um pouco de antigamente, bem antigamente mesmo. A mulher tinha o papel de responsável do lar. Ela casava e cuidava do lar, ou seja lavava, cozinhava e cuidava dos filhos. Quem trazia o dinheiro para casa era o homem. Ela não dava palpites, não discutia politica, muito menos estudava e fazia faculdade.

Hoje em dia, além de fazer tudo aquilo, ainda muitas das vezes ela sustenta a casa, porque o marido está desempregado ou ganha menos do que ela.

Cada vez mais estamos vendo mulheres avançar em tudo, no trabalho até os serviços mais pesados hoje em dia as mulheres estão conquistando os espaços que era só masculino. Apesar disto ainda temos um longo caminho a percorrer.