RACISMO – PRECONCEITO RACIAL – PRECISA SER DENUNCIADO

 

 

 

O preconceito racial; “racismo “é muito presente em nosso País, e isso assusta, pois somos uma nação miscigenada.

 

Na maioria das vezes disfarçado de atividades sociais, crenças, ou até mesmo considerado por sistemas políticos, que acabam sendo camuflados pela sociedade, fazendo com que cresça ainda mais.

 

O racismo no Brasil é crime previsto na Lei n. 7.716/1989, e inafiançável e não prescreve, ou seja, quem cometeu o ato racista pode ser condenado mesmo anos depois do crime.

 

O racismo e preconceito estão interligados. O racismo é um tipo de preconceito étnico, uma ideia pré-concebida e pejorativa a respeito de uma etnia ou grupo social.
Presenciamos via redes sociais dois crimes um de informática e outro um crime de injuria racial contra a filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank.

 

Nos vídeos a socialite mostra revolta por não ter a mesma atenção pela mídia da menina Titi de apenas 4 anos, e a insulta com nomes de “macaca preta” entre outras ofensas. A autora do crime de informática, não se conforma com os atores loiros dos olhos claros adotarem uma criança nascida na África e negra.

 

O Ator e pai da vítima, prestou queixa na delegacia de Repressão a crimes de informática do Rio de Janeiro, e ela será intimada a depor e responder pelos crimes. Bruno disse uma frase que representa essa luta contra o racismo:

 

Não basta não ser racista, é necessário ser anti racista! E denunciar é o ponto forte para que possamos diminuir as injúrias e os crimes de preconceito racial.

 

Mas este não foi o primeiro caso de racismo por meio de redes sociais, a jornalista Maria Júlia Coutinho conhecida como Malu, que apresenta a previsão do tempo no Jornal Nacional, da Rede Globo, foi alvo de comentários racistas por meio do Facebook, e o jornalista racista que foi pego em flagrante usando frases racistas.

 

Esses são os mais comentados por serem de pessoas famosas porém, como eles milhares de outras pessoas fora da visibilidade midiática, sofrem com racismo diariamente sem muito destaque por não serem famosos, ou na maioria das vezes por não denunciarem; o que leva não ocasionando as mudanças, tampouco esperanças de que o racismo irá desaparecer do nosso meio.

Vale ressaltar, que crimes como esses não podem ficar impunes, com famosos ou não a nossa população não pode aceitar, até porque a maior parte da população constitui em pessoas negras, se não na cor da pele, na hereditariedade, por sermos esse pais miscigenado.

 

Precisamos viver e lutar por igualdade, e denunciar será sempre a atitude correta, educar é outro caminho; pois as nossas crianças não nascem racistas, eles aprendem a ser racistas.

 

O negro não é descendente de escravos. É descendente de pessoas que foram escravizadas. Pessoas tão merecedoras de felicidade e respeito quanto você. Juliana Rodrigues

Estamos vivendo o século XXI, ouvimos falar de excursão espacial para habitar o planeta marte, e algumas pessoas desta terra ainda quer ofender, machucar e julgar pessoas pela cor da pele!

Todos merecem respeito. Respeite. Denuncie!

 

Deixe um comentário, compartilhe nas redes com o amigos.