Gravidez precoce no Brasil

No Brazil temos hoje a maior taxa de gravidez de adolescente.

Conforme relatório divulgado pela Onu, de cinco bebes nascidos no Brazil ´e filho de adolescente e que não trabalham porque são menores e no Brazil menor não pode trabalhar.

Estas gravidez são atribuídas pela desigualdade social das famílias onde a pobreza dificulta o acesso a maiores informações e a saúde.

Hoje se tem acesso fácil a muita informação, mas não sabem usá-las ou não querem perder tempo com isto.

Estas menores grávidas são um problema porque elas não trabalham então os pais tem que sustentar ela e a criança que esta por vir sem pensar que a saúde dessa menor irá por água abaixo porque algumas nem terminaram de formar o corpo, além disso deixaram de brincar de bonecas para brincar com criança de verdade. O motivo é a atividade sexual muito nova.

Como elas não tem responsabilidades ainda os avós acabam tendo esta responsabilidade tanto economicamente como afetivamente, além disso a menor terá que cuidar desta criança parando de estudar e sem condições para trabalhar.

Esta gravidez precoce acontece pela falta de educação, dialogo, emocional, diferença econômica, desestabilidade das famílias.

Embora hoje em dia o jovem tem acesso a maiores e mais fácil informações eles não usam esses meios para isto e sim para o contrario. Os pais por outro lado querendo ser modernos não conversam com seus filhos a respeito por vergonha ou por não querer ser obsoleto.

Antigamente na época dos nossos avós as moças eram preparadas para serem mães cedo e tinham responsabilidades mais cedo. Mas hoje o adolescente não.

Eles começam na vida sexual mais cedo e sem responsabilidade, porque hoje não tem essa cobrança.

Falta a consciência dos pais em educar, dos professores, da saúde.

Psicológicas: mudança abrupta de filha para mãe, sem o processo natural de separação dos pais; maior dependência da família; dificuldades no desenvolvimento de outras áreas de vida, como a profissional; Fisiológicas: Hormônios da gravidez na fase de desenvolvimento; mudanças estruturais no corpo para suportar o volume e o peso do bebê;

 

Nos dias de hoje não temos justificativa para este grande número de gravidas na adolescência onde temos tudo para informar, tratar e coibir uma gravidez adiantada.

Como fazer para conscientizar a população sobre este triste fato.

Reunindo as comunidades nas escolas junto com os pais e pessoal da saúde.

Confeccionando material para o aprendizado e conscientização dos menores tanto menino como meninas e mostrando que é triste, perigoso porque a menor não está com o corpo formado e poderá trazer sérios riscos, ensinando o uso de preservativo com a parceria com a saúde conseguir algumas para distribuição gratuita, Fazendo palestras para os pais e filhos.

Mostrando na prática como vai mudar a vida desta menor onde ela não vai poder mais estudar, trabalhar e passear sozinha, sempre estará acompanhada de um ser que vai precisar do auxilio dela por muitos anos. Ela terá que alimentar, trocar, dar banho e educar ter responsabilidade de um adulto.

Mostrar que ter filho não é brincar de boneca que não se mexe e colocamos onde queremos.

Um bebe se mexe, morde, come, fala, até certa idade tem a necessidade de alguém do lado o tempo todo.

Ele não come não anda, fica doente mas não fala, precisa de um adulto o tempo todo com ele. Faz coco, xixi e tem que ser limpo.

Que a vida de mãe e pai adolescente responsável não é nada fácil.