REFUGIADOS – SENDO VIOLADOS NOS SEUS DIREITOS HUMANOS

 

Nos últimos anos, devido a uma das maiores crises mundiais que já se viu; ouvimos e muito falar dos refugiados… E assim, como tudo que não conhecemos profundamente; pode causar certo preconceito e julgamento. Principalmente no Brasil, que de certa forma não tinha muito contato com essa realidade.

Você sabe o que significa uma pessoa refugiada?

Refugiado é toda a pessoa que, em razão de fundados temores de perseguição devido à sua raça, religião, nacionalidade, associação a determinado grupo social ou opinião política, encontra-se fora de seu país de origem e que, por causa dos ditos temores, não pode ou não quer regressar ao mesmo, ou devido a grave e generalizada violação de direitos humanos, é obrigado a deixar seu país de nacionalidade para buscar refúgio em outros países; o indivíduo se torna um refugiado,  por estar sendo violados nos seus direitos humanos

Refugiado; resumidamente é todo ser humano que é violado no seu direito!

Está inserido dentro dos direitos internacionais de segurança e proteção. Amparados por um direito Jurídico a proteção.

Abaixo um pequeno trecho da declaração de Outubro de 2017; de Volker Türk, alto-comissário assistente da ONU para refugiados, (ACNUR):

“Não há justificativa para separar famílias ou para manter refugiados no limbo, ou para mantê-los negligenciados em locais de detenção afastados da costa, em instalações inapropriadas ou confinados a áreas fronteiriças”… Ainda: “certos políticos deixaram de lado a humanidade”… “algumas autoridades estão desconsiderando a tradição de que o refúgio é um ato humanitário e não político”.

Os dados recentes da ONU, até 2016, é que cerca de 65,6 milhões de refugiados no mundo todo. Dados alarmantes e que só vem aumentando. Isso nos dá uma média que de cada 113 pessoas 1 se viu obrigada a deixar o seu local de origem.

 

REFUGIADOS NO BRASIL

 

A situação do aumento dos refugiados, não é apenas uma questão de países estrangeiros, já atingiu o Brasil.

Segundo relatório da ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados); hoje no Brasil são 8.400 refugiados, esses números são apenas dos legalizados.

Síria, Angola e Congo são os principais países de origem dos refugiados que vivem no Brasil. E outras em menor número como: Colômbia, Líbano, Palestina, Libéria, Iraque, Serra Leoa, Bolívia. O motivo para o deferimento dos pedidos de quem vêm dessas nações é o mesmo, “violação dos direitos humanos”

Em muitos casos a violência física, acontece nos ataques das famílias; dentre elas estupro e assassinato de mulheres, como forma de vingança aos homens dessas famílias que lutaram em prol dos direitos humanos dos seus grupos sociais.

 

Os principais motivos de pedidos de asilo dos refugiados são:  

 

  • Violação de direitos humanos;
  • Perseguição política;
  • Reunião familiar;
  • Perseguição religiosa;
  • Perseguição por grupo social;

 

Precisamos abrir as portas do nosso País e do nosso entendimento, para auxiliar nas situações dos refugiados e acolher com disposição à cada um e fazer valer seus direitos.

A ACNUR vem lutando contra os abusos e opiniões distorcidas do que é um refugiado e de todas as formas de violências, omissões, abusos e mal tratos aos refugiados do mundo inteiro. Clique aqui e poderá saber mais sobre a petição em prol dos direitos dos refugiados.

 

Compartilhe nas suas redes de amigos e deixe um comentário.